06 outubro 2006

A GRANDE MARIA ALCINA


Maria como todas as outras, Alcina como poucas. Mas, uma mulher completa como quase não existe. Maria Alcina não tem concorrentes no Brasil. Aqui sua marca é inatingível, seu nome reverenciado, faltando apenas o principal elemento para o artista, que é necessária estrutura básica para se consolidar no mercado fonográfico. O Brasil não conhece o Brasil, o Brasil não reconhece os seus filhos ilustres, o Brasil só reconhece dinheiro. Foi assim com Carmem Miranda, Morris Albert, Lupicínio Rodrigues e mais recente, Florinda Bolkan, a atriz cearense, muito comentada nos anos 70 por aqui. Carmem Maria Alcina Miranda suado talento brasileiro.

2 comentários:

Thiago de Góes disse...

Parou de postar? Está demorando outro brega-post...

Anônimo disse...

Olá, Josué é um prazer contactar vc e parabenizá-lo pelo trabalho.

Ao mesmo tempo que suas notícias me faz sentir uma saudade danada, me sinto bem feliz em saber um poucos mais desses nossos talentos esquecidos pela grande mídia.

Vc saberia informar aos fãs (devem ser uns poucos) de um cantor chamado Santos Dumond, não sei se ele é argentino, que cantava em português a música Monalisa que começava assim " Quanto tempo sem te ver, a saudade me pegou..."). Se vc souber algo por favor nos informe.

Abraços,

Agace. (midivirtu@ig.com.br)

Relembre a estreia de Ricardo Braga e a opiniäo de Roberto Carlos em 28/05/1978

A estreia da cantora Katia em 1978 cantando Tão So

Mate a saudade de Nara Leao cantando Além do Horizonte em 1978

1 em cada 5 Brasileiro preferia o THE FEVERS 26/11/1978

Elizangela canta Pertinho de Você no Fantástico em 1978

Glória Pires e Lauro Corona cantam Joao e Maria

CLA BRASIL E MARINÊS

DOCUMENTÁRIO SOBRE EVALDO BRAGA / 3 PARTES - ASSISTA NA ÍNTEGRA

Web Counters
PopularContacts.com

http://