14 dezembro 2008

VELHAS NOVIDADES COM LEONARDO SULLIVAN, ISOLDA, JÚLIA GRACIELA E CARLOS ANDRÉ

Depois da derrocada das grandes gravadoras ficou muito difícil nossa relação com o CD, alguns custam muito caros, outros ninguém encontra nas lojas e tem aqueles que aparecem do nada, sem que a gente fique pelo menos sabendo do lançamento. Mas sempre vai existir um CD - velho ou novo - esperando por você numa loja distante ou do lado da sua casa. Sai de casa para comprar uma agulha para meu toca-discos e eis que encontro numa única loja do centro do Rio, quatro pérolas que fazia tempo não encontrava. Leonardo Sullivan era um dos artistas que estava faltando nas lojas, ainda continua faltando, mas por sorte eu o encontrei dando sopa por uma dezena de real. Correnteza de Emoção é um CD gostos de ouvir, pois quem não gosta da voz inconfundível do Leonardo é porque nunca viajou pelo Nordeste, ou porque não gosta de músicas românticas. São 17 músicas para aplacar a vontade e suprir a carência da voz rouca do pernambucano. Velhos sucessos estão de volta com uma roupagem não muito diferente das outras versões, mas muito originalmente bem interpretadas pelo cantor, músicas como Aparências (Cury / Ed Wilson), Outra Vez (Isolda), que já foi imortalizada por Roberto Carlos mas tem sua melhor interpretação na voz da cantora baiana Simone, Memórias, do próprio Leonardo, e que Fafá de Belém já fez todo mundo cantar. O cantor encerra o CD com um desfile surpreendente, que inclui a maravilhosa Tortura de Amor, do grande Waldick Soriano. A direçao artística é de Assis Cavalcanti (falarei mais sobre ele a seguir) e a produção do próprio cantor. Recomendo o CD pelo simples fato de Leonardo ser amado do público, e tê-lo na estante é sempre um prazer, ouvindo então... http://www.leonardosullivan.com.br/

Outro achado foi o CD da Júlia Graciela, cantora argentina que fez muito sucesso no Brasil no começo dos anos 80 com a sensual Anúncio de Jornal. Júlia brilha hoje no México, onde mora com sua família. O pai, Gabino Correa já esteve aqui no blog é só procurar. O CD tem no título Triste Saudade, o tom que o ouvinte vai encontrar. A direçao artística é do grande Jairo Pires, a produção do pai da cantora. O CD de 2006, foi distribuído pela Videolar e traz 12 músicas que revelam o tom e a suavidade da voz de Júlia. A cantora Júlia Graciela é muito procurada pelos leitores aqui do blog, que não esquecem das participações da artista no programa do Chacrinha, e por falar no velho guerreiro, foi ele quem lançou Júlia. Fiz uma entrevista com a cantora por e-mail, mas não posso compartilhar com o leitor, pelo menos agora, pois faz parte do livro inédito que estou concluindo para breve. Saiba mais em http://www.juliagraciela.com.mx/ vai lá e mata a saudade.

Quem não se lembra de Isolda? Eu sei que muita gente nem sabe quem é, mas não os leitores deste blog, que amam músicas românticas e já ouviram e muito a canção Outra Vez, que começa assim Você foi... e termina dizendo ...Outra vez. Uma das mais belas canções já escrita em português, Isolda rasgou o Brasil de ponta a ponta e também consolou muitos corações feridos pela paixão. Quem nunca ouviu Outra Vez? Palmas para Isolda e para o CD que encontrei, sinceramente me surpreendeu do começo ao fim, não tinha contato com sua obra fazia muito tempo, mas sempre senti sua falta, assim como a falta de seu irmão Milton Carlos, que sabia fazer letras perfeitas para quem gosta do gênero apaixonado pela vida e suas nuances. Tudo Exatamente Assim é o título do CD de Isolda, com 12 faixas que farão o ouvinte entender o universo de uma poeta da música brasileira. A cantora produziu e investiu no seu próprio disco. Isolda tem site http://www.isolda.mus.br/ vai lá mas volta em seguida para concluir a leitura.

Por último, uma decepção. Estava querendo ouvir Carlos André, cantor, produtor, compositor e amigo do pessoal do disco. Certamente se você tem discos de vinil em casa, tem o nome do cantor em algum, tanto como Carlos André ou como produtor Oséas Lopes, ele faz parte da história da música popular do Brasil. A decepção é em relação a esta coletânea 20 Super Sucessos, que além de ter um repertório péssimo, tem regravações ridículas que ofendem ao próprio artista. A seleçao fica por conta de Assis Cavalcanti, que não conheço, mas seu trabalho fica perdido no arrependimento de quem compra um disco esperando que é uma coisa e é outra totalmente absurda. Não recomendo nenhum título dessa coletânea, o que fizeram com a obra do Carlos André é um insulto, chega a ofender. Decepção ainda maior, tive quando comprei a primeira dessa coletânea com Paulo Diniz. Escolheram os piores momentos de artistas que amamos, registrando o que há de mais ordinário na carreira dos artistas retratados. Os artistas são inocentes querem sempre dar ao público o que eles têm de melhor. Pro lixo, já.

Comente. O pior comentário vai receber em casa o CD do Carlos André por minha conta. Vale somente até 15 de janeiro de 2009.

3 comentários:

Edilon R. disse...

Josué.

Essa coleção do Carlos André é horrível mesmo. A Polydisc também fez uma tremenda sacanagem com o Genival Santos, quando lançou deste cantor. Antes dessa coleção do Carlos André, a gravadora já havia lançado outra de mesmo título em 1996, só que um pouco melhor do que esta. Naquela, o repetório escolhido ficou a cargo tanto do Assis Cavalcanti quando do Oséas Lopes. A única seleção que o Assis fez que eu gostei foi a 20 Super Sucessos do Waldir Ramos, anterior a essa nova leva. Das coletênas lançadas do Carlos André em CD, a melhor é a Seleção de Ouro - 20 Sucessos (seleção de repetório: Carlos Savalla), pela EMI.

Os Filhos da Pauta disse...

Faz tempo que eu procuro a música Siboney de Carlos André mas não consigo encontrar um lugar para baixar.:-(
Você teria alguma indicação?
Grato,
Alber.

Josué Ribeiro disse...

Realmente nao sei onde vc vai conseguir baixr a música do Carlos André, quem sabe na comunidade dele no orkut? tente lá, abraçao

Relembre a estreia de Ricardo Braga e a opiniäo de Roberto Carlos em 28/05/1978

A estreia da cantora Katia em 1978 cantando Tão So

Mate a saudade de Nara Leao cantando Além do Horizonte em 1978

1 em cada 5 Brasileiro preferia o THE FEVERS 26/11/1978

Elizangela canta Pertinho de Você no Fantástico em 1978

Glória Pires e Lauro Corona cantam Joao e Maria

CLA BRASIL E MARINÊS

DOCUMENTÁRIO SOBRE EVALDO BRAGA / 3 PARTES - ASSISTA NA ÍNTEGRA

Web Counters
PopularContacts.com

http://