23 março 2007

PERLA. A OPERÁRIA DA CANÇÃO

Ela já vendeu mais de 10 milhões de discos, o que faz dela uma das maiores cantoras do Brasil. Ao longo de mais de três décadas de carreira, coleciona em sua casa 10 discos de ouro, 2 de platina, 1 disco de platina duplo. A comprovação do imenso sucesso como intérprete está na proeza de constar por 5 vezes em primeiro lugar na Bilboard Latina. Paraguaia de nascimento, Perla é famosa no Brasil pela lista de músicas que encantou o público brasileiro. A cantora que já dividiu o palco com o Poetinha Vinicius de Moraes, não hesitou em subir outras vezes com nomes consagrados como Elizeth Cardoso, Cauby Peixoto, Roberto Carlos, Tom Jobim, Paulinho da Viola e outros.
Perla foi muito mais além do que planejou _quando criança_ para sua carreira. Ainda menina, ao lado do pai e dos irmãos, fez parte do grupo Las Maravilhas Del Paragauy. Em 1971, o grupo fez uma apresentação no Rio de Janeiro, ano também, em que a cantora separou-se do grupo, para iniciar carreira solo e fazer dela, a mais marcante intérprete feminina dos anos 70.
Sua voz afinada ganhou elogios da crítica, em especial, do jornalista e dramaturgo Nelson Rodrigues, admirador da cantora que comparou a voz de Perla com as vozes de cantores internacionalmente famosas como Ima Sumak, Edith Piaf e Ema Sak. O impacto que sua respeitada voz causou no mercado fonográfico repercutiu nas vendagens de discos e nos inúmeros fãs-clubes espalhados pelo país. Perla se transformou na cantora mais pedida pelos ouvintes das rádios brasileiras.
São mais de 50 discos gravados no Brasil e no exterior. Apresentações que marcaram a carreira e a vida da cantora paraguaia mais famosa do Brasil. Fez apresentações especiais para o Príncipe Charles, Rainha Elizabeth, Charles De Gaulle, Príncipe Phllipe, presidente do Paragaui e outras autoridades do seu país de origem.
A marca da cantora, além da voz, são os cabelos negros e longos, marca que levou muitas mulheres a cultivarem os cabelos longos. Entre os maiores sucessos da carreira de Perla estão as músicas Índia, Recuerdos de Ypacarai, Fernando, Pequenina (Chiquitita), Rios da Babilônia, Estrada do Sol, A Saudade entre outras tantas. Nos anos 70, seus discos gravados pela RCA revelam uma produção esmerada, com profissionais da mais alta “ordem do dia”, tanto pela direção musical como pela regência do maestro Daniel Salinas, que acompanhou a cantora em muitos trabalhos musicais.
Perla mora numa confortável casa em São Paulo, cultiva plantas e come legumes da sua própria horta. Depois de se ausentar da carreira por interdição do marido (hoje falecido), Perla retomou à carreira e continua se apresentando pelo Brasil, fazendo apresentações para seu público que nunca a esqueceu. (na foto acima, a cantora aparece com um dos seus padrinhos na televisão o Chacrinha, no início da década de 70).

Um comentário:

João Ricardo disse...

PERLA É PERLA, INCOMPARÁVEL! GRANDE CANTORA

Relembre a estreia de Ricardo Braga e a opiniäo de Roberto Carlos em 28/05/1978

A estreia da cantora Katia em 1978 cantando Tão So

Mate a saudade de Nara Leao cantando Além do Horizonte em 1978

1 em cada 5 Brasileiro preferia o THE FEVERS 26/11/1978

Elizangela canta Pertinho de Você no Fantástico em 1978

Glória Pires e Lauro Corona cantam Joao e Maria

CLA BRASIL E MARINÊS

DOCUMENTÁRIO SOBRE EVALDO BRAGA / 3 PARTES - ASSISTA NA ÍNTEGRA

Web Counters
PopularContacts.com

http://