07 dezembro 2006

O SOM DE DIANA REFLETE O CÉU DE SUELI



Quem foi ao cinema para ver o filme o Céu de Suely, vai entender perfeitamente o texto que pretendo desenvolver sobre a nossa Greta Garbo da música popular do Brasil.

Até bem pouco tempo, a (nossa) geração atual sabia apenas o primeiro nome da cantora Diana. Depois do lançamento do livro Eu Não Sou Cachorro Não, de Paulo César de Araújo, ficamos sabendo que seu nome verdadeiro é Ana Maria Iório _diga-se de leve, que foi Paulo César quem primeiro falou em Diana, depois de décadas sem notícias da cantora_ descoberta que pouco importa para os fãs de Diana, que como a caçadora, tudo o que sabemos sobre ela, parece que já foi publicado um dia, sem muita coisa a acrescentar. Mas como a força da música insiste em nos nocautear, agora, Diana retorna com “Tudo Que Tenho” (uma versão de Rossini Pinto para Every Thing I Own) como uma bomba sobre os ouvidos carentes daqueles que apreciam a voz suave e marcante da cantora. Tudo por conta da trilha sonora do filme O Céu de Suely, de Karim Aïnouz (Madame Satã). Karim é daqueles diretores que sabem fazer de uma história simples, um mundo rico em detalhes, porém condensado. Fácil de entender e doce (no melhor dos sentidos) para lembrar a vida inteira. O filme faz da música Tudo Que Tenho, o roteiro da vida da inquieta Suely (Hermila Guedes). A música aparece na íntegra, logo no início do filme, numa seqüência de imagens que nos seqüestra para dentro do filme, ou melhor para o Céu de Suely. O céu de Hermila, ou Suely, tanto faz, é da cor exata da música de Diana, encaixando-se perfeitamente na letra apaixonada do maior versionista que o Brasil já teve, que foi Rossini Pinto. Você tem muitos motivos para ver o filme e sair da sala com outros muitos motivos para recomendar o mesmo. Vale pelo céu do Ceará, que é lindo e bastante explorado pelo diretor. Vale também, pela trilha sonora, que sem falar em Diana, tem músicas características do nordeste, ou seja, o velho e animado forró. Tem ainda, os atores, todos, igualmente bons. Se ainda não viu, corra, pois já é velha a informação sobre o espaço dedicado para filmes nacionais aqui na terra brasiles.
Voltando a Diana. Ela foi a cantora apaixonada do Brasil, tocava nas rádios do país inteiro. Suas músicas estavam sempre em primeiro lugar, o que fazia dela, ao lado de Vanusa e Wanderléa nos anos setenta, uma estrela da música popular. Além de cantora, Diana é compositora e toca alguns instrumentos. O disco Diana, de 1972, pela gravadora CBS (selo Veleiro), é considerado o melhor da carreira, é nele que estão reunidos os maiores sucessos da cantora. Porque Brigamos, Fatalidade, Canção dos Namorados, Estou Completamente Apaixonada, Pegue as Minhas Mãos, Tudo Que Tenho e Ainda Queima a Esperança (de Raul Seixas e Mauro Mota, que assinam outras músicas deste disco). Diana, neste disco, tem como produtor o Maluco Beleza (ainda não era chamado assim) Raulzito, o mesmo que Raul Seixas. Era muito querida por Roberto Carlos e outros artistas do segmento. No seu casamento com Odair José, um dos padrinhos foi o radialista Paulo Barbosa (uma grife do rádio brasileiro), o maior incentivador do casório. Da união com Odair, nasceu a filha Clarice, que recentemente deu o primeiro neto para os pais, separados ainda nos anos setenta. A última vez que deu notícias (sobre a carreira), foi em depoimento para Paulo César de Araújo, onde narra experiências do tempo em que transitava no topo da fama e do reconhecimento popular. Seus discos estão em catálogos, distribuídos em vários CD’s para apreciação e consumo do público que não esquece a cantora apaixonada do Brasil.
Diana é a nossa Greta Garbo pela semelhança em que as duas saíram de cena. A atriz, porque não queria que os fãs vissem sua beleza craquelando nas telas, fazendo os mesmos esquecerem a sua beleza descomunal. Preferiu sair enquanto era linda e majestosa, deixando a imprensa do mundo inteiro sem notícias ou lembrança de como estava vivendo no anonimato (se é que foi possível). Quanto a cantora Diana, não sabemos ou não temos uma resposta convincente sobre seu desaparecimento repentino da mídia. Se foi golpe de gravadora (será?), uma paixão fora do normal (como assim?), boicote geral, de repente o rádio, a tevê e a imprensa, resolveram cortar Diana da programação, pondo-a na geladeira, proibindo-a de aparecer ou falar em público (ah. Isso não. Alguém já teria aberto a boca e fuxicado no ouvido do Nélson Rubens). Ou, será que foi simplesmente tédio e cansaço com a fama, que fez dela uma cantora de platéia pequena? Preferindo trabalhar normalmente, como uma operária da música, mas sem alardear aos quatro cantos. Seja o que for, ou o que tenha acontecido, tenho quase certeza de quê ler tudo o que escrevemos sobre ela nos orkut’s, blog’s, site’s e morre de rir. Diana, se for assim, por favor apareça ou mande nem que seja um telegrama, me desculpe, este é um trecho da música do Odair. Mande notícias e acabe com este lero-lero de uma vez.

7 comentários:

Thiago de Góes disse...

Cada vez mais seu blog está melhor. Você precisa ler meu livro Contos Bregas, histórias inspiradas em versos de músicas bregas. Mande seu endereço para thiagodegoes@bol.com.br, que eu envio pelo correio um exemplar autografado de cortesia.

Thiago de Góes disse...

enviarei o livro Contos Bregas amanhã

Cleu disse...

Oi amigo.
Diana gravou um cd por volta de 95-97 e não tenho notícias dele, mas ainda quero comprá-lo. Fui a um show seu por volta de 1999 que achei o máximo. Se vc tiver mais notícias dela, me avise, por favor! (cbiologo@hotmail.com) Abraço.

Eva disse...

Ola,
Tambem gostaria de saber por onde anda a Diana. Minha mae sempre foi apaixonada com uma musica dela chamada "Foi tudo culpa do amor". Gostaria de comprar um CD da Diana pra ela.
Obrigada :-)

Eva disse...

Desculpe-me, esqueci de deixar meu e-mail santo.eva@gmail.com
Obrigada :-)

MAAN KAIABI disse...

QUERO SABER NOTICIAS DA CANTORA DIANA, O QUE ANDA FAZENDO ATUALMENTE, SOU FA DA CANTORA DIANA, MANDE NOTICIAS, SOU INDIGENA DO PARQUE NACIONAL DO XINGU MT CURTIA BASTANTE DIANA LA NO XINGU LEMBRO MEUS 12 ANOS ADORO TE AMO DIANAS DIANA.....PIPI O INDIO APAIXONADO

Anônimo disse...

Cleu eu tenho esse cd da Diana, é um cd de musicas ineditas e saiu pela gravadora Maurico Produções Records contendo as musicas: Por Te Querer Demais/ Eu Te Amo/ Jogando Conversa Fora/Só Quero Te Dizer e outras. Ricardo_Armando18@hotmail.com

Relembre a estreia de Ricardo Braga e a opiniäo de Roberto Carlos em 28/05/1978

A estreia da cantora Katia em 1978 cantando Tão So

Mate a saudade de Nara Leao cantando Além do Horizonte em 1978

1 em cada 5 Brasileiro preferia o THE FEVERS 26/11/1978

Elizangela canta Pertinho de Você no Fantástico em 1978

Glória Pires e Lauro Corona cantam Joao e Maria

CLA BRASIL E MARINÊS

DOCUMENTÁRIO SOBRE EVALDO BRAGA / 3 PARTES - ASSISTA NA ÍNTEGRA

Web Counters
PopularContacts.com

http://